ENTIDADES E SANTA CASA RECEBERÃO R$ 2,6 MILHÕES EM 2016

Escrito por Helinho Rodrigues em . Publicado em Notícias

A Câmara de Vereadores de Pedregulho aprovou Projetos de Lei de autoria do prefeito José Raimundo de Almeida Júnior – Zezinho do Galego – concedendo auxílios e subvenções para 10 entidades de assistência social e saúde pública, além da própria Santa casa de Misericórdia – Hospital Geral Izaura Roque Quércia, em 12 parcelas, mais um 13º subsídio.

Serão beneficiadas, a Santa Casa de Pedregulho, Casa da Criança Eurípedes Barsanulfo, Creche da Vila Primavera, o Serviço de Assistência Social – SASP, Fraterno Auxílio Cristão – FAC, Lar dos Velhinhos, Hospital do Câncer de Barretos, Hospital do Câncer, Hospital Allan Kardec, Associação de Capoeira de Pedregulho – ASCAP e a Casa do Abrigo e Acolhimento do Menor.

Santa Casa
A maior beneficiária de auxílios e subvenções do Município de Pedregulho em 2016 será a Fundação Civil Santa Casa de Misericórdia de Pedregulho – Hospital Geral Izaura Roque Quércia. Serão repassados R$ 210 mil mensais, totalizando nas treze parcelas mensais previstas, 2,730 milhões.

Entidades
As demais entidades assistenciais receberão repasses mensais das seguintes verbas:
1 – Casa da Criança Eurípedes Barsanulfo – R$ 28 mil.
2 – Creche Municipal da Vila Primavera – R$ 12 mil.
3 – SASP – Serviço de Assistência Social – R$ 12 mil.
4 – Fraterno Auxílio Cristão – FAC – R$ 12 mil.
5 – Lar dos Velhinhos de Pedregulho – R$ 12 mil.
6 – Hospital do Câncer de Barretos – R$ 2,5 mil.
7 – Hospital do Câncer de Franca – R$ 2,5 mil.
8 – Hospital Psiquiátrico Allan Kardec – R$ 1,7 mil.
9 – ASCAP – Associação de Capoeira de Pedregulho – R$ 1 mil.
10 – Casa de Abrigo e Acolhimento do Menor – R$ 8 mil.
Os vereadores demonstraram preocupação com os atrasos ocorridos em 2015, mas mesmo assim o Prefeito Zezinho do Galego preferiu a cautela, estabelecendo nas leis aprovadas que “apesar de constar nos projetos, a autorização de repasse de até 13 parcelas durante o ano contábil, os repasses só serão efetivados dentro das possibilidades de caixa do Município, visando a resguardar e não comprometer a arrecadação de 2016”.